13 de jun de 2016

Dom João emite nota sobre cuidados com a gripe durante as missas e reuniões paroquiais



“Na medida em que houver algum risco, podemos nos prevenir contra a gripe e outras doenças respiratórias, pela vacinação e práticas simples como:

1º. Manter os ambientes da igreja (salões paroquiais e salas de reuniões) sempre bem arejados, com bom fluxo de ar;

2º. Em tempos de surto, desativar a pia de Água Benta na entrada das igrejas; as pessoas que desejarem, peçam ao padre para benzer água, que utilizarão em particular, nas próprias casas; 3º. Evitar apertos de mão dos Ministros da Acolhida, na entrada do povo para as celebrações; 4º. Nas celebrações, evitar tanto o gesto de dar as mãos durante a oração do Pai Nosso, como a saudação da Paz; 5º. a sagrada Comunhão deve ser distribuída nas mãos dos comungantes; 6º. Evitar a distribuição da sagrada Comunhão sob as duas espécies;

7º. Ministros da Comunhão que estiverem gripados ou resfriados não devem auxiliar na distribuição da Sagrada Comunhão, enquanto se encontrarem doentes;

8º. Os Ministros devem observar com cuidado especial a norma de lavar as mãos antes e depois da distribuição da sagrada Comunhão – usar álcool gel;

9º. Recomendar aos paroquianos que estiverem gripados ou resfriados que evitem participar das reuniões promovidas pelas pastorais paroquiais, até que estejam curados da doença;

10º. Ao espirrar, pessoas com sintomas da gripe devem proteger a boca com um lenço ou com o antebraço para diminuir os riscos de contaminação do ambiente;

11º. Evitar o uso de bebedouros públicos;

12º. Seguir outras práticas amplamente divulgadas pelas autoridades sanitárias nos meios de comunicação...

Saúde para todos!”.

Dom João Francisco Salm – Bispo de Diocese de Tubarão

 

0 comentários:

Postar um comentário