19 de jul de 2013

Estacionamento da Igreja Matriz está interditado

Problema é resultado de infiltrações, mas não oferece nenhum risco à estrutura física da igreja
Parte do estacionamento da Igreja Matriz Nossa Senhora das Dores de Jaguaruna está interditado, cavaletes e fita de segurança impedem a passagem de carros no local que será avaliado nesse sábado, 20, por engenheiros e, dependendo do laudo, será necessária uma reforma na parte próxima à torre do sino.
De acordo com o pároco, padre Nilo Buss, o problema já é antigo, mas nos últimos anos a situação acabou se agravando. “O piso de concreto acabou cedendo e alguns buracos são perceptíveis. Falaram-me que pela ocasião da festa do Divino um carro estacionado ali acabou tendo grandes dificuldades para sair do local”.
O problema com o piso de concreto é resultado de uma infiltração. “Esse problema surgiu por causa de infiltrações. De acordo com um primeiro diagnostico é causada pela água da chuva que se infiltra no contra piso e acabou danificando o aterro e com isso começou a ceder”.
Em conversa com membros da administração pública, a prefeitura colocou à disposição os maquinários, caso seja necessário retirar o material e fazer um novo aterro.“A prefeitura se colocou a disposição para ajudar. Um engenheiro da secretaria de obras estará também avaliando as condições do local”, ressalta Raul Martins, membro da CAEP da matriz.
Caso seja necessário, será retirado todo o contra piso e realizado um novo aterro. “Acredito que seria necessário fazer uma compactação com argila com 17% de umidade. Além disso, a compactação seria de 20 cm”, acrescenta Raul.
Neste próximo sábado o engenheiro Murilo Martins estará novamente fazendo uma avaliação do local. “Com os laudos em mãos saberemos o que fazer e também se é urgente essa obra”, destaca ele.

Vale destacar que apesar de parte do muro e também do contra piso do estacionamento estarem apresentando problemas, não se percebe qualquer problema na estrutura da igreja. “Não acreditamos que a igreja tenha qualquer perigo”, finaliza padre Nilo.

Texto: Folha Regional/ Jornalista Angela Barbara
Foto: Vanderléia Pereira

0 comentários:

Postar um comentário